ais uma morte por suspeita de febre amarela foi anunciada pela Sala de Situação Emergencial de Barbacena, além de uma nova confirmação de diagnóstico da doença em paciente internado. As duas notas oficiais foram divulgadas na noite desta quinta-feia (1º)

O morador de Caranaiba, de 58 anos, morreu no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Regional no fim da tarde de quinta por falência múltipla dos órgãos e febre hemorrágica. Ele deu entrada na unidade na quarta-feira (31) em estado grave. Houve coleta de amostras do paciente para serem enviadas à Fundação Ezequiel Dias (Funed) para o diagnóstico da causa da morte.

O quarto caso confirmado em pessoa internada foi anunciado nesta quinta-feira (1º). É um homem de 44 anos que está na Clínica Médica do Hospital Regional. Todas os pacientes são da cidade de Piranga.

Barbacena é a cidade referência para casos mais graves na Macro Centro-Sul, que abrange 51 municípios.

Casos até agora

O homem de Caranaíba será o segundo óbito em investigação de pacientes atendidos em Barbacena. A Sala de Situação Emergencial aguarda diagnóstico da causa da morte de um homem de 41 anos, de Ouro Branco.

Outras três mortes tiveram febre amarela como causa confirmada. Duas foram no dia 25 de janeiro: o homem de 42 anos, de Senhora de Oliveira, e de um morador, também e 42 anos, de Barbacena. A outra vítima foi um morador de Piranga de 57 anos que morreu dia 27.

A Prefeitura deve atualizar nesta manhã de sexta-feira (2) o número de pacientes internados no Hospital Regional com quadro suspeito. Amostras foram enviadas para exames na Fundação Ezequiel Dias (Funed) e o laudo deve ser divulgado nos próximos dias.

E foi descartada febre amarela no caso do jovem de 25 anos, morador de Barbacena. Ele esteve internado no Hospital Regional e teve alta após melhora e acompanhamento da equipe médica.

Medidas de prevenção

Dentro das medidas preventivas, a Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sociais (Sesaps) divulgou ações de vacinação para os próximos dias. No próximo sábado (3) e domingo (4), nas feiras livres da Avenida Irmã Paula e da Olegário Maciel, equipes estarão nos locais das 7h às 13h.

Na zona rural, o município realiza uma varredura de casa em casa, com o intuito de verificar quem ainda não se vacinou e aplicar a dose única. Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) também continuam realizando a vacinação, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

decreto nº 8.257 autoriza a adoção de medidas administrativas necessárias à contenção dos surtos, como aquisição de insumos e materiais e a contratação de serviços e pessoal de forma emergencial sem a necessidade de abertura de licitação pelo prazo de 180 dias.

Há uma semana, o governador Fernando Pimentel (PT) incluiu mais 68 cidades – entre elas, as que integram as Unidades Regionais de Saúde de Barbacena e Juiz de Fora – no decreto de situação de emergência em saúde pública por causa do surto de febre amarela, publicado em 19 de janeiro. Agora, 162 dos 853 municípios de Minas Gerais estão nas áreas onde há maior incidência de casos da doença.

Febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos infestados.

G1