A Sala de Situação Emergencial de Barbacena confirmou mais dois casos de febre amarela em pacientes atendidos em hospitais na cidade. Os laudos emitidos pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) confirmaram que a doença matou o homem, de 42 anos, de Senhora de Oliveira e é a causa da internação de um paciente, de 47 anos, de Piranga, que segue em tratamento. A mesma nota informa que foi descartada a doença no paciente, de 25 anos, de Barbacena.

A morte do homem de 42 anos foi a terceira por febre amarela de paciente atendido na cidade. Ele morreu no dia 25 de janeiro no Hospital Regional de Barbacena, onde estava internado desde o dia 22. A primeira morte confirmada por febre amarela foi a de um morador de Barbacena, de 42 anos. A segunda, anunciada na quarta (31), foi a do morador de Piranga de 57 anos que faleceu no último sábado (27).

A Sala de Situação Emergencial aguarda diagnóstico da causa da morte de um homem de 41 anos, de Ouro Branco.

Barbacena é a cidade referência para casos mais graves na Macro Centro-Sul, que abrange 51 municípios.

Ainda segundo a Sala de Situação, o homem de Piranga, de 47 anos, é o terceiro paciente diagnosticado com febre amarela e que está internado na cidade. Além dele, outros dois também de Piranga também estão internados por causa da doença. Todos estão na Clínica Médica do Hospital Regional com boa evolução.

E foi descartada febre amarela no caso do jovem de 25 anos, morador de Barbacena. Ele esteve internado no Hospital Regional e teve alta após melhora e acompanhamento da equipe médica.

Ainda de acordo com a Prefeitura, até a publicação dessa matéria, 15 pacientes seguiam internados no Hospital Regional com quadro suspeito, sendo três novos casos em relação ao último boletim: um de Senhora dos Remédios, um de Antônio Carlos e outro de Caranaíba. Amostras foram enviadas para exames na Fundação Ezequiel Dias (Funed) e o laudo deve ser divulgado nos próximos dias.

Informações G1