Dia 1º de janeiro de 2018 o neto do ex-prefeito Genésio Graçano tomara posse na Câmara Municipal de Barroso.

Isso porque na noite dessa segunda-feira (18), o vereador, que está no seu primeiro mandato, foi eleito com cinco votos Presidente do Legislativo.

A expectativa, conforme anunciou o Barroso EM DIA, era entre uma disputa de dois vereadores da mesma base; Giovani Graçano (PPS) e Verinha (PT).

Porém, nos minutos finais, a situação, maioria na Casa, cedeu e Giovani saiu como candidato único do grupo e venceu, 5×4 contra o vereador da oposição Anderson de Paula (PP).

“Agradeço aqueles que votaram em mim e também aqueles que não puderam votar. A democracia é assim, um ganha e outro perde. Mas o importante é que estarei sempre estarei fazendo o melhor em prol do povo de Barroso”, diz Giovani.

O vice de Giovani será Állan Campos (PSDB), o primeiro Secretário João Campos (PDT) e o segundo Secretário ainda é uma incógnita. Isso porque o vereador eleito Eduardo Pinto (PV), preferiu não fazer parte da Mesa Diretora.

“Agradeço os votos da oposição, (cinco votos) mas o nosso acordo, da nossa bancada era votar e eleger o vereador do Kiko do Bedeschi (PHS) (quatro votos). Assim, abro mão e passo o lugar a Mesa para o vereador, mas repito; muito obrigado a todos”, diz Eduardo.

Um nova votação acontecerá na Casa e Kiko do Bedeschi, como prevê o Regimento Interno, ficará com a “fatia”, que cabe, como manda a Lei, a minoria.