Eu te amo Colômbia!

Quando ouvia, até pouco tempo falar da Colômbia, salve a ignorância, logo me remetia àquela cabeleira do Valderrama, ex-jogador que brilhou no futebol mundial. Também associava, novamente me desculpem a falta de instrução, as Forças Revolucionárias e consequentemente as drogas, Pablo Escobar, o louco goleiro Higuita, Medellín, cartéis e um Acordo de Paz que nunca se consolidava.

Era esta a visão, confesso, “pobre e de descaso”, que fazia de um país vizinho com as cores marcantes em amarelo, vermelho e azul. Era esta a visão… Era, não é mais!

Hoje eu amo a Colômbia.

E mais, acho que todos os brasileiros deveriam fazer o mesmo. Contratos e acordos à parte, a verdade momentânea é que se somos de fato ou teoria o país do futebol, a Colômbia é, de fato e fato, o país da Solidariedade!

Como não se emocionar com o que os colombianos fizeram por nós nos últimos dias?

Nada, nada nos traz de volta nossos jogadores e jornalistas, mas confesso que ver essas atitudes, mesmo tão distante, nos faz bem, ameniza a dor. Aquele povo, que vive todo dia seus dramas e suas tragédias pessoais, que aprenderam, por força de guerrilheiros, a conviver com corpos espalhados pelas ruas, nos fez chorar com seus gestos simples e verdadeiros.

Desde o estádio lotado, as velas, as placas, as bandeiras, a luta pelo socorro às vitimas, as ruas cheias, as camisas da Chape, o silêncio e os cortejos, o certo é que a Colômbia nos mostrou um outro povo, muito além de um “branco” que insistia cegar nossa visão. Povo de fé, de luta, que sofreu, sofre, mas que teve como ninguém neste mundo, o maior gesto de solidariedade do planeta.

Vocês choraram por nós!

Enquanto por aqui se discutia realização de jogos, de cores de camisas, de rebaixamento, de indenizações, os colombianos nos deram apenas… amor. Ou simplesmente o que precisávamos. Que amor! Não é só o campeonato que o então desconhecido Nacional nos entregou. O time e o povo da Colômbia nos deram esperança em meio ao caos, nos deram força quando achávamos que tudo perderia a razão, nos deram, por incrível que pareça, alegria no momento mais triste da história do nosso futebol. Nos deram orgulho!

Nem por toda vida James marcará um gol deste. Que golaço Colômbia! De placa, uma pintura que nem Pelé, Zico e Neymar juntos conseguirão concretizar. Vocês ficarão eternamente em nossas mentes e jamais os esqueceremos. Acreditem!

Hoje nosso segundo time é o Nacional e a nossa Seleção é a Colômbia! Vocês ganharam 200 milhões de reforços na torcida por vocês, seja dentro ou fora do campo.

Queremos mais que o Acordo de Paz! Queremos que vocês vençam, superem seus problemas, desenvolvam e quem sabe, em um futuro próximo, nos ensinem desenvolver como seres humanos, nos ensinem a ser craques fora do gramado.

Se, se somos o país do futebol, vocês são o país da solidariedade.

Obrigado Colômbia! Nós te amamos!

por Bruno Ferreira