Entenda as mudanças na Polícia Civil após o fechamento da Cadeia Pública de Barroso

A Cadeia Pública de Barroso, inaugurada no ano de 2001, foi desativada na manhã dessa última quinta-feira(4) e os cerca de 30 detentos que estavam no local, foram transferidos para os presídios de Congonhas e Andrelândia. Com isso, certas mudanças devem ocorrer na Delegacia de Polícia Civil.

De acordo com o delegado Alexsander Diniz, a delegacia continua funcionando no prédio, inclusive a Ciretran, onde os veículos automotores são vistoriados, registrados, emplacados, licenciados e confeccionados os respectivos documentos.

“Os policiais civis de Barroso ficam desonerados das atividades relacionadas à cadeia pública, ficando apenas com a escolta dos conduzidos presos até o presídio de Andrelândia.
Há mais espaço disponível para a organização interna. Melhora na realização das vistorias de veículos nos dias de chuva. Possibilidade de reativação do posto de identificação para que a população possa tirar carteira de identidade. Os policiais civis de Barroso terão maior tempo para se dedicarem ao serviço investigativo” declara o delegado.