Disputa pode ser entre família na política barbacenense

Foto: Correio de Minas

Em uma tentativa de afastar rumores de que a sua pré-candidatura ao governo de Minas perdeu força, o deputado federal e presidente do DEM estadual, Rodrigo Pacheco, fará, nesta quinta-feira (5) mais uma etapa de filiações. Interlocutores do partido garantem que o deputado federal Bonifácio Andrada, histórico quadro do PSDB, e o seu filho, Antônio Andrada, hoje no PSB, vão se juntar à legenda recém-dirigida por Pacheco.

Enquanto Bonifácio deve ser candidato a uma das vagas ao Senado, o esperado é que Antônio Andrada concorra ao cargo de deputado estadual. Ele, inclusive, deve disputar a preferência nas urnas com seu sobrinho, o vereador Doorgal Andrada (PSD). É dito nos bastidores que esse último sonha com uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A expectativa é de que o encontro marcado para a noite desta quinta-feira conte com a presença de nomes de peso da política, cenário diferente da última segunda-feira (2). Mesmo acompanhado do presidente da Câmara dos Deputados e pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo DEM, Rodrigo Maia, naquele dia, Pacheco presidiu sua primeira reunião na sigla com a ausência de quadros importantes e filiou nomes de fora da política.

O TEMPO