Corpo de Bombeiros realiza serviço de resgate de animais em Minas Gerais

O salvamento de animais em risco iminente é uma das muitas ações executadas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais e devolve a alegria para a vida de quem gosta de seus animais. O trabalho é árduo e delicado, mas é recompensador e ameniza a dor de familiares e donos de animais e preserva animais raros da fauna brasileira.

No primeiro semestre de 2016, foram feitos cerca de 500 resgates de animais domésticos por mês, média de 17 salvamentos diários em diversas regiões de Minas Gerais. O registro e abertura das ocorrências emergenciais é feito pela Central 193. 

divulgacao_bombeirosmg1Todas as Unidades do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) estão aptas a realizar o atendimento. Durante a formação básica, todo bombeiro recebe treinamento especializado, com técnicas para a captura. O salvamento é dividido em dois grupos: animais em perigo ou situação de risco, e soltos oferecendo risco à população. 

Após o salvamento, caso o dono esteja no local, ou alguém se voluntarie a ficar com ele, o animal é entregue a essa pessoa. Caso contrário, será encaminhado para o Centro de Zoonozes da Prefeitura Municipal ou para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

“Na hora que você vê a emoção de um dono ou uma criança que tem seu animalzinho de volta, a sensação é  maravilhosa, não sentimos que estamos só prestando o serviço, o resgate não tem preço, é uma grande emoção para os donos e para nós. O objetivo, como diz nosso juramento, é sempre salvar vidas”, afirma Celmo de Andrade, subtenente do Batalhão de Emergências Ambientais de Resposta a Desastres, do Pelotão de Busca e Salvamento, em Belo Horizonte.

Em Itaúna, na região Centro-Oeste de MG, os bombeiros capturaram uma onça suçuarana na MG-431. O animal estava machucado após ter sido atropelado. Depois da captura, a onça foi levada para uma clínica veterinária.

O Corpo de Bombeiros alerta para que os cidadãos não tentem capturar animais selvagens se não for habilitado para este tipo de ação. Se o animal estiver em risco ou colocando pessoas em risco é necessário ligar imediatamente para o Corpo de Bombeiros.

Os números registrados de janeiro a agosto, mostram que os Bombeiros já resgataram mais de 3 mil animais em risco em todo o estado.