Cidades da região retomam normalidade de serviços após fim da paralisação dos caminhoneiros

Algumas prefeituras e instituições retomaram as atividades nesta segunda-feira (4) após o fim da manifestação dos caminhoneiros. As administrações municipais de São João Nepomuceno, Muriaé e Juiz de Fora anunciaram a revogação dos decretos de situação de emergência. Contudo, ainda estão na mesma situação em virtude do desabastecimento as cidades de São João del Rei, Leopoldina, Viçosa, Ubá e Recreio.

Todos estes municípios registraram impactos por causa da paralisação de dez dias dos caminhoneiros. O protesto nas rodovias da Zona da Mata e Campo das Vertentes foi encerrado na última quarta-feira (30). Algumas decretaram ponto facultativo na sexta (1º) como forma de minimizar reflexos. Filas foram registradas após comboios abastecerem postos com combustíveis e gás de cozinha e os serviços essenciais tiveram prioridade.

Decretos

A Prefeitura de São João Nepomuceno revogou na sexta-feira (1º) a situação de emergência decretada em 25 de junho por conta do desabastecimento de combustíveis. Com isso, a partir desta segunda (4), os serviços públicos municipais voltam ao funcionamento normal.

Juiz de Fora anunciou na sexta-feira (1º) a revogação do decreto, que deixou de vigorar a partir de sábado (2). O expediente da administração municipal voltou ao horário normal, das 8h às 18h,

Uma reunião estava em andamento até o fim da manhã com representantes das secretarias para avaliar como está a situação da cidade e a retomada dos serviços. Uma outra reunião, com representantes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), também define como fica o abastecimento de água e se será necessário manter o racionamento.

Em Muriaé, de acordo com a Procuradoria Jurídica do Município, o decreto deixou de vigorar porque previa situação de emergência na cidade enquanto houvesse impacto das paralisações. Os serviços estão normalizados na cidade. As linhas de ônibus voltaram a circular normalmente e a coleta de lixo também será retomada nesta segunda-feira.

Informações G1