Candidato dorense pediu voto com número diferente da urna

Santinhos distribuídos em Dores de Campos com o número errado

Imagina um candidato a vereador pedindo voto com um número, e na urna eletrônica o número não é o mesmo. Isto aconteceu em Dores de Campos, com o candidato do PHS, Cleo do Sosô, que passou a campanha toda pedindo voto com o número 31.111 e no dia da eleição, no último domingo (02/10), acabou descobrindo que o seu número de registro era o 31.608. Mesmo diante deste fato inusitado e muito polêmico, o candidato ainda recebeu 39 votos.

“Todo o meu material de campanha foi com o número 31.111, até os santinhos que os deputados mandaram. Pedi voto para este número e na hora de votar descobri que tava errado. Estou contratando um advogado e vou entrar na justiça. Alguma coisa tem que acontecer. Os responsáveis por este erro terão que ser punidos”, destacou Cleo do Sosô, bastante indignado.

O presidente dos Democratas e responsável legal pela Coligação “É daqui para melhor” (DEM/PRB/PSDB/PHS), José Roberto dos Santos (Beto), disse que em nenhum momento, o Cartório Eleitoral teria informado que o número do candidato estaria errado. “Estamos juntando todo o material e vamos entrar na justiça”, destacou.

Cleo do Sosô afirmou que comunicou pessoalmente o problema ao juiz eleitoral, Doutor Pedro Parcekian, ainda no dia da eleição. “Falei com o juiz e ele me disse que eu deveria entrar na justiça. Deu tempo de falar com alguns amigos, mas tive medo de fazer boca de urna e acabar preso”, revelou o candidato, completando em seguida: “Fui bastante prejudicado, nem os meus irmãos conseguiram votar em mim. Quando fiquei sabendo do caso, já era depois do almoço e já tinha perdido muitos votos”, finalizou.

“Pode ter havido um erro da gráfica que fez o material de campanha ou da própria Coligação. Aqui na justiça eleitoral, o número registrado desde o início, do candidato a vereador Cleo do Sosô era o 31.608”, destacou um servidor da justiça eleitoral.

Muitos eleitores que pretendiam votar em Cleo do Sosô, disseram que ao digitar o número 31.111 na urna eletrônica, aparecia uma mensagem dizendo número inexistente e muitos sem saber, acabaram confirmando o voto e consequentemente anulando o voto. De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral, Dores de Campos registrou 196 votos nulos na eleição para vereador.

A nossa reportagem também observou, que a escrita do nome do candidato também estava diferente, tanto no material de campanha, quanto na justiça eleitoral. No sistema do TSE “Cleo do Sosô” e no santinho “Cleu do Sosso”.

candidato-dorense
Registro do candidato Cleo do Sosô na justiça eleitoral

 

Informações Portal Dores de Campos