Informações e foto: Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Barroso

A Câmara Municipal de Barroso, mais uma vez, através do Presidente Baldonedo Arthur Napoleão (PSDB), vai “salvar” a Prefeitura.

Em Reunião Ordinária na noite dessa segunda-feira (3), o Presidente declarou que irá devolver aos cofres públicos R$100 mil para custeio com despesas da saúde e educação.

“Esse recurso servirá para cobrir despesas emergenciais, as quais a Prefeitura, no momento, tem sérias dificuldades para honrar. Diante da situação calamitosa da Prefeitura, e com base nas economias que estamos fazendo na Câmara, mesmo com a redução de nosso orçamento neste ano, me reuni com nossa contadora, fazendo um estudo da situação atual e da previsão de despesa. Mesmo com os projetos que temos em mente ainda para este ano, felizmente pudemos abrir mão de R$ 100 mil reais para atender ao município”, destacou o presidente da Câmara, Baldonedo Arthur Napoleão, informando que o valor será aplicado da seguinte maneira: R$ 40 mil para o Hospital de Barroso realizar o pagamento de pessoal, R$ 30 mil para despesas laboratoriais e outros R$ 30 mil para pagamento do transporte dos estudantes.

DÍVIDA

Na semana passada a reportagem do Barroso EM DIA informou que, segundo o vereador Kiko do Bedeschi (PHS), se os pagamentos, cerca de R$40 mil, não fossem pagos as empresas responsáveis pelo transporte intermunicipal, os mesmos iriam parar. O prazo limite é até esta quinta-feira (5). Ainda de acordo com o vereador, há proprietários que não recebem há três meses.

No último sábado (30), o vice-presidente da Casa, Giovani Graçano (PPS), em entrevista à Rádio Atrativa FM, sugeriu que o Presidente pudesse arcar com essa dívida com o intuito de colaborar com o executivo e com os alunos que fazem o uso do transporte. Segundo Giovani, a Câmara tinha cerca de R$230 mil em caixa.