CALOR, BAIXA UMIDADE E FALTA DE CHUVA

_MG_4761
Previsão de altas temperaturas

Os mineiros podem se preparar para enfrentar muito calor e baixa umidade do ar nesta semana. Uma massa de ar quente está atuando em Minas Gerais, o que impede a aproximação de frentes frias. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) os termômetros vão marcar temperaturas elevadas que podem superar os 40º C. s dias ensolarados devem continuar até a próxima semana. Não há previsão de chuva.

FALTA DE CHUVA

Em meio aos prejuízos deixados pela pior crise hídrica dos últimos 50 anos, o início da temporada de chuvas, que vai de meados de outubro a março do ano que vem, não é nada animador para os mineiros. A previsão dos serviços de meteorologia é a de que, até dezembro, o volume das precipitações em Belo Horizonte e em praticamente todo o Estado seja cerca de 20% menor em relação ao mesmo período de 2014. A nova estiagem em pleno período chuvoso deixa em alerta prefeituras, Defesa Civil, Copasa e outros órgãos do governo de Minas. Medidas de reforço e ações emergenciais estão previstas diante do risco de desabastecimento, sobretudo, em regiões historicamente mais afetadas, como o Norte de Minas. Porém, para a região metropolitana de BH, maior consumidora de água do Estado, a situação é mais delicada.

AFOGAMENTOS

Sete pessoas morreram afogadas em Minas Gerais durante o feriadão de 12 de outubro. Segundo balanço do Corpo de Bombeiros o número aumenta a contagem que, entre 1º de janeiro e esta terça-feira (13) chega a 273 mortes por afogamento – sendo 252 homens e 21 mulheres. Até a publicação da reportagem, outras duas pessoas estavam sendo procuradas: um homem de 22 anos que se afogou em Betim, na Região Metropolitana de BH, e outro de 18 anos em Santana de Pirapama, na Região Central do Estado. Em 2014, foram registradas 385 mortes por afogamento no Estado.