BARROSENSES SÃO DEMITIDOS DA LAFARGEHOLCIM

Depois de diversas trocas de comando durante o ano, demissão do então gerente da unidade Barroso João Butkus, demissão também do gerente da expansão Pedro Lluch, a reportagem do Barroso EM DIA apurou que mais 40 demissões aconteceram dentro da unidade da LafargeHolcim na cidade, na manhã desta segunda-feira (23). Segundo informações, as demissões aconteceram dentro das áreas de elétrica e mecânica.

Em nota enviada pela LafargeHolcim ao Barroso EM DIA, a empresa confirma o desligamento de 40 funcionários em função do atual momento econômico. A informação não foi confirmada pela assessoria, mas estima-se que a maioria dos demitidos, algo em torno de 90%, seja de Barroso.

Confira na íntegra a nota enviada pela Assessoria da LafargeHolcim ao jornal Barroso EM DIA:

Em função do momento econômico atual, a LafargeHolcim vem empregando esforços para otimizar seu processo de produção e distribuição, além de estudar várias alternativas para sustentar as vendas em um mercado em queda, com resultados  abaixo do esperado. A comercialização de cimento, que é um indicador da atividade econômica, sofreu retração de 8,4% de janeiro a outubro deste ano.  A projeção é fechar o ano de 2015 com recuo de 10%, sendo que no Estado de Minas Gerais o número pode chegar a 12%.  Na LafargeHolcim o recuo das vendas será similar, um pouco acima dos 10%, em função dos mercados onde está presente.  Para o próximo ano, a projeção do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC) também é de queda, com possibilidade de retomada do crescimento da demanda só a partir de 2017/2018.

Fizemos um enorme investimento de R$ 2 bilhões em Barroso para construir uma fábrica com tecnologia de ponta, que precisa funcionar a plena capacidade. Mas apesar dos esforços empregados,  ainda faz-se necessária uma adequação nas operações para  manter a competitividade. Diante desse cenário, a LafargeHolcim teve que adotar medidas para ajustar sua produção, o que tem como consequência a redução de turnos, a manutenção de apenas um forno em funcionamento nas unidades de Barroso e Pedro Leopoldo, a revisão das tarefas e a reestruturação nos quadros funcionais, o que na unidade de Barroso significou o desligamento de 40 empregados na nesta segunda-feira (23/11).

Esta é uma decisão difícil, porém inevitável no contexto econômico atual. A LafargeHolcim reconhece as dificuldades do mercado de trabalho, que são o reflexo de uma crise maior que atinge toda a indústria brasileira. Com o objetivo de minimizar os efeitos dessa decisão, a empresa garante um pacote de benefícios complementar em linha com as práticas de mercado, que inclui bônus salarial (variável em função do tempo de casa) e extensão da assistência médica e auxílio alimentação, além de apoio para a recolocação no mercado.

NOVO GERENTE VISITA A CÂMARA

Juliano Menezes (1)
Foto: Câmara de Barroso

O novo gerente da LafargeHolcim na cidade, Juliano Menezes, visitou a Câmara de Barroso nesta segunda-feira (23), acompanhado da Gerente de Relações Institucionais, Srta. Brenda Ruhle e do supervisor de Relações Externas, Maurício Ferreira.

Durante a visita o novo Gerente teve a oportunidade de conhecer as instalações da Câmara e foi apresentado a alguns funcionários. Logo após foi realizada uma reunião, onde o Gerente Juliano Menezes recebeu as boas vindas do Legislativo de Barroso e mostrou grande interesse em fazer uma parceria com a Câmara, além disso, disse que vai fixar residência no município com sua família e que tem como prioridade na sua administração a transparência e a comunicação com a sociedade.

Juliano Menezes (2)
Juliano Menezes, novo gerente da unidade Barroso / Foto: Câmara de Barroso