Foto enviada para o WhatsApp 9.8845.2896 Foto: Wallace Carvalho

Uma sacola, um avião, um drone, um pássaro… Não, era um balão!

Desde o sábado (26), que um um objeto no céu de Barroso e região despertou a ira dos curiosos de plantão.

O WhatsApp do Barroso EM DIA recebeu centenas de mensagens com fotos durante todo o final de semana.

Apesar de muitos questionamentos e várias divergências nas redes sociais, uma foto, com um alcance considerável, que foi enviada para o WhatsApp do Barroso EM DIA, mostra que era um balão.

O mesmo objeto também foi visto no céu de São João del Rei, Barbacena, Tiradentes, Itutinga e Entre Rios de Minas.

Autoridades locais não confirmaram o que de fato o balão estava sobrevoando estas cidades.

Lei que Proíbe Soltar Balões – Crime Ambiental

A legislação brasileira proíbe a fabricação, a venda, o transporte e a soltura de balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano. A pena para esse crime é de detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente, conforme
a Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) e o Decreto 3.179/99, que a regulamentou. Incorre ainda na mesma pena quem, de alguma forma, concorre para a prática do crime ou deixa de impedir ou evitá-la.

O perigo imposto pelos balões às aeronaves não é citado na lei, mas o Código Penal prevê, em seu artigo 261, detenção de seis meses a dois anos para quem expuser a perigo embarcação ou aeronave, ou praticar qualquer
ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea.