Abaixo-assinado contra festas no Centro de Barroso será entregue ao Ministério Público

O abaixo-assinado contra a realização de festas no centro de Barroso, encabeçado pela administradora das Organizações José Alcino, Franciele Campos, e demais comerciantes e moradores do centro, deverá ser protocolado e enviado para o Ministério Público nesta quarta-feira(17). Uma cópia do documento também será encaminhada a Prefeitura Municipal.

De acordo com Franciele, que tem uma de suas lojas na localidade, o abaixo-assinado é uma forma legal de reivindicar o fim das festividades no Centro, uma vez que não só os comerciantes, mas moradores do entorno também estão sendo prejudicados.

No total, o documento com cerca de 30 páginas, já contém mais de 1 mil assinaturas de cidadãos barrosenses, tanto do centro quanto de outros bairros. Além disso, o comprovativo também traz reportagens da mídia local e do site da Prefeitura, prints de depoimentos de redes sociais e fotos mostrando o estado do centro durante as festividades.

O documento endereçado ao Prefeito Reinaldo Fonseca (PSDB) e ao MP, cita em especial, a estrutura das barracas e palco que ficaram montados no Centro por um mês, entre os dias 7 de dezembro 2017 a 2 de janeiro de 2018, período esse onde problemas ocorreram no local. Mais informações clique aqui.

VIOLÊNCIA E TRANSTORNOS

Paredes com marcas de sangue
Paredes com marcas de sangue

Na manhã do dia 17 de dezembro de 2017, moradores do centro se depararam com inúmeras garrafas quebradas, lixo espalhado pelo chão, além de manchas de sangue na fachada de casas e estabelecimentos comerciais. O resultado desses transtornos ocorreu devido a brigas generalizadas na noite anterior, onde acontecia uma festa. Mais informações clique aqui.

Já na manhã do dia 29 de dezembro, um barrosense, descontente com os problemas no asfaltamento da Praça Salvador da Silva, decidiu não esperar mais uma atitude da Prefeitura Municipal e por conta própria tapou um buraco da rua.

O morador, indignado, mostrou a situação em um vídeo postado nas redes sociais, no qual cobre com cimento a área com o bloquete ausente, e relata que enquanto festas são realizadas no local o problema não era resolvido. Dentre as dificuldades ocasionados pelo buraco estava o tráfego de carros pela rua. Para assistir ao vídeo clique aqui.

CARNAVAL

Com relação ao carnaval, o documento destaca o resultado da enquete promovida pela Prefeitura Municipal para escolha do local da festa.

Em 2017, a enquete foi disponibilizada em um site específico para que a população escolhesse onde a festa aconteceria. Após o fim da votação, foi revelado que 424 pessoas escolheram o retorno da festividade ao centro e 381 optaram pela permanência na rodoviária. No total foram 805 votos. Contudo, após o fim da folia, um número superior de cidadãos manifestaram-se nas redes sociais desaprovando a festa no Centro.

Em uma enquete promovida na Fanpage e no site do Barroso EM DIA, a maioria dos internautas, 78%, reprovaram o Carnaval no Centro da Cidade. Já 22% foram a favor. Ao todo, entre site e Facebook foram mais de 900 votos. O abaixo-assinado, que até o momento ultrapassa mais de 1 mil assinaturas, também mostra uma maioria descontente.

A Secretária de Cultura e Turismo, Renata Nogueira, confirmou a reportagem do Barroso EM DIA  que o carnaval este ano continua no centro da cidade, sendo que durante a campanha política, o atual Prefeito Reinaldo, afirmou várias vezes que assumindo a Prefeitura, o povo iria escolher o local da festa.