Começam as gravacões do filme Boi Jacaré

A história de uma amizade inusitada entre o seu Darcy, morador antigo do município de Barroso e um boi, batizado de Jacaré e criado como cavalo. Esse é o enredo do filme dirigido por Paulo Alexandre Coelho, morador da cidade, que começou a ser gravado na quinta-feira(14) e vai até  este domingo (17).

“O Seu Darcy é um personagem muito famoso na minha cidade. Onde ele passava montado no boi Jacaré todo mundo conhecia. Uma figura carismática, contador de piada, conversador, gostava de pescar. O boi era adestrado e participava das cavalgadas. Dava a pata, deitava no ombro dele”, lembra Paulo.

Para o diretor, o principal desafio das gravações é trabalhar com animais. ” No meu caso, vai ser bem desafiador porque eu vou ter que dirigir um boi. Não é tão simples assim”, avalia.

20170818_Oficina_ANO-VI_RTA6926-1024x683
Paulo Alexandre Coelho

Paulo Alexandre Coelho, que é publicitário, conta que apesar das dificuldades iniciais em mobilizar pessoas, as expectativas agora são grandes no município. “Eu sempre quis fazer cinema, principalmente numa cidade do interior, e acho que estão todos abraçando essa causa”.

Seu Darcy faleceu no início de 2017 e o diretor acredita que contar esta história por meio do cinema agora é uma maneira especial de homenagear este personagem. “Vai ser um filme sobre amizade. O tema do meu filme é uma história de amizade entre um homem e um animal. E eu  também acabei ganhando vários amigos nesse percurso de construção do filme. Assim como o cinema é movido a sonhos, nós estamos com a expectativa de sonhar e a realizar esse filme”, finaliza Paulo.

Revelando Brasis

Entre 14 e 27 de agosto, os moradores de cidades brasileiras com até 20 mil habitantes selecionados pelo projeto participaram da Oficina de Formação Audiovisual do Revelando os Brasis, no Rio de Janeiro. Com aulas de roteiro, direção, fotografia, som, produção, entre outras, os participantes voltaram para suas cidades com os roteiros prontos e a tarefa de mobilizar a comunidade local para participar das gravações. Os filmes desta sexta edição serão gravados até dezembro.

Doze estados têm histórias escolhidas nesta nova edição: Bahia (Lençóis e São José do Jacuípe); Minas Gerais (Barroso e Urucuia); Espírito Santo (Laranja da Terra e Vargem Alta); Alagoas (Quebrangulo); Ceará (Icapuí); Mato Grosso (Nossa Senhora do Livramento); Pará (Bom Jesus do Tocantins); Paraíba (São Domingos do Cariri); Rio Grande do Sul (Antônio Prado); Santa Catarina (Guarujá do Sul);São Paulo (Águas de Lindóia) e Tocantins (Arraias). A lista dos selecionados está disponível no site www.revelandoosbrasis.com.br.

Captura de tela 2017-08-13 18.39.48

O Projeto 

O Revelando os Brasis promove a democratização do acesso aos meios de produção audiovisual, oferecendo aos moradores das pequenas cidades a possibilidade de contar suas próprias histórias em filmes. Realizado pelo Instituto Marlin Azul, com o patrocínio da Petrobras, o projeto é um instrumento de registro da memória e da diversidade cultural do país e revela novos olhares sobre o Brasil.

Nas cinco primeiras edições, entre 2004 e 2016, foram produzidas 180 obras, entre ficções, documentários e uma animação. Os filmes realizados são lançados nas comunidades participantes por meio do Circuito Nacional de Exibição Revelando os Brasis, que monta um cinema ao ar livre em ruas e praças dos municípios.

Ainda na fase de difusão do projeto, os filmes são lançados em DVD com distribuição gratuita entre realizadores, secretarias, organizações sociais e culturais, cinematecas, universidades e cineclubes de todo o Brasil. As produções também são exibidas no programa de TV Revelando os Brasis, realizado em parceria com o Canal Futura.

Números do Revelando os Brasis

• 3.452 inscrições foram contabilizadas em todas as edições do Concurso Nacional de Histórias do projeto;

• 180 obras, entre documentários, ficções e animação, foram produzidas em cinco edições;

• 275 sessões de lançamento dos filmes foram realizadas nas cidades e capitais dos estados durante as cinco edições do Circuito Nacional de Exibição.

Captura de tela 2017-08-13 18.39.30